RG Pneus e Recapagem Revenda Oficial Pirelli
Enquete Produtos Serviços Lojas

Produtos

O Processo de Reconstrução

A reconstrução de pneus é um processo que envolve várias etapas, começando pela raspagem do pneu e terminando na vulcanização onde o pneu tem a sua vida útil prolongada.

Conheça o processo de reconstrução de um pneu.

1 - Limpeza
O processo de reforma dos pneus começa com a limpeza do pneu. Uma máquina preparada para esta função com o auxilio de uma escova faz a limpeza da lateral do pneu, retirando todos os resíduos que poderiam comprometer a reconstrução.

1

2 - Exame inicial 
Após a limpeza, o pneu passa por uma verificação inicial. Neste processo visual, o profissional avalia as reais condições do pneu a ser recuperado. Cinco partes fundamentais do pneu são analisadas: a parte interna, o flanco ou lateral, o ombro, a banda de rodagem e o talão. 
Esta etapa do processo é muito importante, pois este exame define se o pneu poderá ou não ser reconstruído.

2

3 - Raspagem 
Após o exame inicial, o pneu passa à máquina de raspagem, onde a banda de rodagem será desgastada. Neste processo, identifica-se o raio do pneu em que está sendo realizada a raspagem, bem como o perímetro da banda que será aplicada. De posse destas indicações, o raspador encaminha uma ficha com os dados do pneu para a área de seleção da banda, que será preparada enquanto o pneu passa pelas fases seguintes.

3

4 - Escareação 
Nesta etapa tratam-se os pequenos cortes encontrados no piso da carcaça. Tal qual uma "obturação de dentes", é preciso que cada ponto "careado" seja corrigido individualmente. Caso os cortes tenham atingido o pacote de cintas, o pneu receberá um conserto especial, capaz de restituir a resistência da carcaça.

4

5 - Aplicação de conserto
Para que a integridade da carcaça seja garantida, não basta "tapar o furo": é preciso reconstituir a estrutura de cada ponto danificado.
Depois de escariado, se o pneu demandar consertos irá seguir para esta etapa. A carcaça é preparada internamente para a aplicação do reparo, que varia de acordo com o tamanho do dano e segue as determinações técnicas.
5
6 - Aplicação de cola
Depois de todo o preparo inicial, começa a fase de remontagem do pneu. Nesta operação, uma máquina aplica cola sobre a carcaça tratada e depois retira seu excesso.
5
7 - Enchimento 
Nesta etapa, uma borracha especial é aplicada para tampar todos os orifícios escariados do pneu.Depois disso, o pneu está pronto para a aplicação da nova banda.
7

8 - Aplicação da banda de rodagem 
Nesta etapa a banda é cortada, depois recebe uma borracha de ligação, responsável pela adesão da banda à carcaça durante o processo de vulcanização. Quando o pneu chega à máquina de aplicação, a banda já está pronta para a montagem, pois foi preparada previamente. A seguir é a vez do processo de roletamento, que irá retirar o ar que pode ter restado entre a banda e o piso da carcaça.
Para complementar esta operação, aplica-se uma etiqueta de identificação na lateral do pneu. A etiqueta informa o número e a data das reconstruções já aplicadas nele.

 

8
9 - Envelopamento
Aqui o pneu recebe um envelope de borracha na parte externa, que vai ser succionada durante o processo de vulcanização, causando uma pressão de fora para dentro sobre o pneu.
9
10 - Montagem 
O processo de montagem é diferente para pneus tubeless (sem câmara) e pneus tube type (com câmara). Os pneus sem câmara utilizam um envelope interno e externo.
Já os pneus com câmara, utilizam-se roda, saco de ar e protetor.
10
11 - Vulcanização
O pneu é então colocado na autoclave, equipamento que utiliza temperatura, pressão e tempo para vulcanizar a nova banda sobre a carcaça.
Durante este processo, é fundamental utilizar recursos eletrônicos para controlar o tempo, a temperatura e os níveis de pressão que serão aplicados ao pneu. Só assim é possível garantir a segurança e qualidade da operação.
11
12 - Inspeção final 
Após a vulcanização, o pneu é desmontado e encaminhado para a inspeção final. Nesta fase, verifica-se a parte interna, a parte externa, a nova banda e a integridade da carcaça. 
O pneu esta disponível para ser entregue ao cliente.
12

 

 

< VOLTAR

 


Rua Sacramento – 320 – B. Feixos - João Monlevade – MG - Tel.: (31)3851-2200 - E-mail: posvenda@gruporgpneus.com.br / atacado@gruporgpneus.com.br
Copyright ©2011 - RG PNEUS - Todos os Direitos Reservados
Administração    WebmailIntranet

 

Conheça as empresas coligadas

Lubrificantes Longana   Posto Art   Posto Barrocar   Posto Longana   Posto Longana II   Posto Recreio